segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

NA BATALHA DAS PESQUISAS
GAROTINHO CONTINUA EM 1º 
Pesquisa Datafolha divulgada neste final de semana confirma o favoritismo do deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) na corrida ao governo do Rio em 2014. No cenário com os principais pré-candidatos, o adversário político do governador Sérgio Cabral (PMDB) aparece na frente, com 21% das intenções de voto.
Em segundo lugar, com 15%, estão empatados o ministro da Pesca, Marcelo Crivella (PRB), e o senador Lindbergh Farias (PT). O vereador Cesar Maia (DEM), ex-prefeito do Rio, tem 11%.
O vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) aparece na quinta posição, com 5% das intenções de voto.
O deputado Miro Teixeira (Pros) tem 3%. O técnico de vôlei Bernardinho (PSDB) e o ex-deputado Milton Temer (PSOL) têm 2% cada um.
Num segundo cenário pesquisado pelo Datafolha, sem Crivella, Garotinho vai a 24% e o segundo colocado passa a ser Lindbergh Farias, com 19%.
Os resultados divulgados nesta segunda-feira pelo Datafolha deixam em péssima situação o Ibope, de Carlos Augusto Montenegro, cujo filho tem contratos com o governo do Rio de Janeiro. O Ibope apontou a liderança de Crivella e anotou apenas 13 pontos para Garotinho – de oito a onze pontos a menos do que indica o Datafolha.
Na mesma pesquisa, o governador Sérgio Cabral (PMDB) bate novo recorde de impopularidade e chega a pior avaliação desde que foi eleito, há quase sete anos.
Segundo pesquisa Datafolha realizada na semana passada, o índice de eleitores que consideram o governo ruim ou péssimo atingiu 38%. Outros 39% classificam a gestão como regular e 3% não sabem ou não responderam. O pior desempenho é constatado entre os mais ricos e escolarizados.

►PRISÃO PARA BISPO RODRIGUES
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou hoje (2) parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) favorável à prisão de Bispo Rodrigues, ex-deputado federal do PL (atual PR), condenado a seis anos e três meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na Ação Penal 470, o processo do mensalão.
No documento, Janot diz que Rodrigues deve iniciar o cumprimento imediato da pena porque as condenações não podem ser mais modificadas pelos embargos infringentes apresentados pelo ex-deputado. O recurso prevê um novo julgamento para os réus que tiveram pelos menos quatro votos pela absolvição.
No entanto, Rodrigues foi condenado, por unanimidade, pelo crime de corrupção, e obteve dois votos pela absolvição no crime de lavagem de dinheiro. “As condenações impostas ao réu não podem mais ser modificadas, pois ele condenado de forma unânime pelo delito de corrupção passiva e, no que pertine à lavagem de dinheiro, com apenas três votos de divergência”, diz o procurador.

►INCA MARCA PERÍCIA MÉDICA DE JEFFERSON
 A junta médica do Instituto Nacional do Câncer (Inca), do Rio de Janeiro, vai avaliar as condições de saúde do presidente licenciado do PTB, Roberto Jefferson, nesta  quarta-feira (4), às 8h30. A determinação para realização do laudo médico foi feita pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa.
Com base na conclusão dos profissionais, Barbosa decidirá se o ex-deputado federal cumprirá prisão domiciliar ou na penitenciária. Jefferson foi condenado a sete anos e 14 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em regime semiaberto, na Ação Penal 470, o processo do mensalão.
A pedido dos médicos, ao apresentar-se para fazer a perícia, Jefferson deverá levar os exames pré e pós-operatórios e os relatórios da operação. No ano passado, Jefferson passou por cirurgia para retirada de um tumor no pâncreas.
Segundo Barbosa, o regime domiciliar pode ser concedido ao condenado, mas ele deverá provar a gravidade da doença. Na fase de julgamento dos recursos contra as condenações, a defesa do réu pediu ao Supremo que a pena fosse substituída por prisão domiciliar, mas o pedido não foi analisado. Para Barbosa, "as formalidades legais" não foram observadas.

► A RENOVAÇÃO DOS QUADROS POLÍTICOS
Nas eleições de 2014, com novos partidos disputado o voto do eleitorado, teremos uma anódina renovação política, isto porque, na maioria dos partidos, boa parte dos políticos que resolveram enfrentar “o rondo das ruas”, que mobilizou milhões de brasileiros em todo o País, é formada por velhos conhecidos. Na Baixada Fluminense, por exemplo, o cordão dos novos políticos é puxado por ex prefeitos, que tentaram a reeleição em 2012 e foram amplamente rejeitados pelo eleitorado, principalmente pelo patrimonialismo com que dirigiram as respectivas cidades.
Já estão “na estrada”, aproveitando a janela dos programas partidários em rádios e TV, os ex prefeitos Zito (Caxias), Sheila Gama (Nova Iguaçu), Arthur Messias (Mesquita), Alcides Rolim (Belford Roxo).
Em Magé, a ex prefeita de Núbia Cozzolino, com os direitos políticos suspensos, pretende retomar a carreira polícia apoiando a deputada Clarissa Garotinho, tendo como braço direito nessa empreitada o também ex prefeito Rozan Gomes, que era presidente da Câmara e assumiu a prefeitura com o afastamento de Núbia. Ele também acabou cassado e com os direitos políticos suspensos.

► A DENGUE NA COPA DO MUNDO
Estudo publicado na revista “Nature” desta semana recomenda que o governo brasileiro tome medidas capazes de neutralizar o risco de dengue durante a Copa do Mundo-2014. No texto “Febre do futebol pode virar uma dose de dengue”, o sanitarista Simon Hay, da Universidade de Oxford, afirma que três cidades-sede da Copa – Salvador, Fortaleza e Natal -vão passar pelo pico da temporada de transmissão da doença durante o torneio.
O cientista sugere que haja reforço em ações de combate ao mosquito nessas cidades, com fumigação de inseticidas perto dos estádios. O secretário nacional de vigilância em saúde, Jarbas Barbosa, afirmou que já está pronto o plano do Ministério da Saúde para informar turistas sobre o risco da doença. “Isso não significa que o país esteja sujeito a um surto grande de dengue em 2013”, explica.
Barbosa contestou a afirmação de Hay e disse que, mesmo no Nordeste, o pico de transmissão vai ficar longe da Copa. Segundo o secretário, a média de casos por 100 mil habitantes em Natal, Fortaleza e Salvador esteve abaixo de 30 nos últimos 5 anos, e a OMS só sugere que seja emitido alerta acima de 100 casos.

►SANEAMENTO BÁSICO EM BELFORD ROXO
O Ministério Público do Estado do Rio, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do núcleo de Duque de Caxias, celebrou, na quinta-feira (28), acordo judicial com o município de Belford Roxo. O acordo prevê a edição do Plano Municipal de Saneamento Básico do município até o dia 31 de dezembro deste ano. Com isso, Belford Roxo passa a ser o segundo município da Baixada a assumir esse compromisso, tal como São João de Meriti. 
O município se comprometeu a observar as orientações do Ministério das Cidades e a garantir, em todas as fases do plano, a participação da sociedade, debatendo sugestões e críticas em audiência pública.  Caso o plano de saneamento não seja cumprido, o município aceitou arcar com os danos, e não cobrar tarifa de esgoto de moradores das localidades que, embora contempladas pelo plano, sejam preteridas posteriormente.
“É mais uma vitória dos que moram na Baixada e para os que tanto necessitam do sistema de esgoto sanitário, fornecimento de água potável e coleta de lixo, necessidades básicas de todo cidadão. Belford Roxo se alinha a São João de Meriti e passa a também adotar uma postura vanguardista, pensando o saneamento básico sem clientelismos ou casuísmos, em curto, médio e longo prazos”, destacou o promotor de Justiça José Marinho Paulo Junior.
O plano editado deve contemplar os bairros Retiro Feliz, Vale do Ipê, Santa Amélia, Lote XV, Vilar Novo, Jardim do Ipê, Jardim Taboca, São Vicente, São Leopoldo, Santa Emília, Maringá, Parque São José, Dois Irmãos, Vila Pauline, Areia Branca, Parque Floresta, Parque das Flores, Vila Jolá, Santa Maria, Jardim Ideal I, Redentor, Parque Afonso, Nova Aurora, Bela Vista, Boa Sorte, Shangrilá, Jardim Patrícia, São Bernardo, Juremão, Parque Amorim, Jardim dos Pinheiros, Sargento Roncalli, Andrade Araújo, Itaipu, Heliópolis, Babi, Jardim Gláucia e Santa Marta. O acordo agora, deve ser homologado pela 2ª Vara Cível da Comarca de Belford Roxo.

►GOVERNO FAZ INSPEÇÃO EM XERÉM
Preocupado com a situação dos moradores que residem em área de risco de Xerém, o prefeito Alexandre Cardoso, junto com integrantes do Ministério Público Estadual (MPE) e do Instituto Estadual de Ambiente (Inea), percorre nesta terça-feira (3), a partir das 10 horas, a localidade em uma ação visando à retirada destas famílias para locais mais seguros, além de oferecer de imediato um imóvel do programa federal Minha casa, minha vida ou o aluguel social.
O ponto de partida da comissão será a sede da prefeitura do município, no bairro de Jardim Primavera, seguindo em direção ao quarto distrito.

 ►RUA NÃO É LUGAR PARA CRIANÇA 
Reforçar a importância de denunciar a violência contra as crianças. Essa foi a ideia que a equipe técnica da secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos levou à população da Rua Dois, em Jardim Primavera, nesta sexta-feira (29), durante a divulgação da campanha RUA NÃO É LUGAR PARA CRIANÇA, iniciada na semana ao dia das crianças.
A secretária Claudia Peixoto lembra que no Brasil, aproximadamente 5,5 milhões de brasileiros, com idades entre 5 e 17 anos, trabalham enquanto deveriam estar na escola. “Essas crianças deveriam estar na escola ou brincando e não trabalhando. O trabalho infantil é um dos principais responsáveis por algumas crianças e adolescentes abandonarem a escola, assim torna-se fundamental o papel da educação e de toda sociedade pelo fim dessa exploração e para minimizar muitos problemas sociais”, disse.

► BALANÇA TEM O PIOR RESULTADO 
Apesar de registrar superávit em novembro, a balança comercial (diferença entre exportações e importações) acumula o pior resultado nos 11 primeiros meses do ano desde 2000. Segundo números divulgados há pouco pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a balança teve déficit de US$ 89 milhões de janeiro a novembro.
A queda das exportações e a alta das importações explicam o saldo negativo acumulado neste ano. De janeiro a novembro, o país exportou US$ 221,333 bilhões, com redução de 1,1% pela média diária. As compras do exterior, no entanto, totalizaram US$ 221,422 bilhões, aumento de 7,2% também pela média diária. 

Postar um comentário