quarta-feira, 10 de junho de 2015

FIRJAN DISCUTE PROBLEMAS DO
PÓLO INDUSTRIAL DE CAPIVARI
 O Conselho Empresarial da Representação Regional FIRJAN/CIRJ na Baixada Área II se reuniu nesta terça-feira (8) para debater os problemas do pólo  industrial do Capivari, no segundo distrito de Duque de Caxias.. Essa região do município concentra aproximadamente 200 empresas de diversos segmentos, que geram, em média, 18 mil empregos diretos e indiretos. O setor misto é composto por indústrias, residências e comércio. E apresenta problemas graves de infraestrutura. 
A reunião aconteceu numa das empresas que compõem o Conselho: a Ruhrpumpen, indústria alemã especializada em bombas centrífugas que se instalou em Caxias em 2013, sob a direção do empresário Carlos Falconiery. No Brasil, a Ruhrpumpen atende os mercados de petróleo e gás (incluindo o pré-sal), mineração, geração de energia, água e saneamento.  
A convite do presidente da regional, Roberto Leverone, e do vice, Jorge Rodrigues, o presidente da Associação Industrial do Capivari, Francisco Gomes, apresentou a situação atual do local e as principais demandas. Ampliação e melhoras das pistas, deterioradas pelo fluxo de caminhões pesados, e outras lacunas de infraestrutura e segurança são as principais dificuldades citadas.
“Queremos transformar a zona do Capivari num distrito exclusivo para indústria, delimitar mais o espaço que é da indústria, do comércio e da área residencial”, destacou Francisco Gomes. 
Leverone reiterou o apoio à Associação Industrial do Capivari. Ele detalhou que a região possui um potencial privilegiado por estar nas margens da BR 040 e do Arco Metropolitano e afirmou ser urgente resolver os entraves encontrados pelas empresas de Capivari. “Vamos buscar resolver os problemas em todas as esferas: federal, estadual e municipal”, reiterou. 
William Figueiredo, especialista em desenvolvimento econômico do Sistema FIRJAN, apresentou dados que mostram o potencial da região para a indústria. De acordo com uma pesquisa realizada em 2012 pela Associação das Indústrias de Capivari, a região é responsável por 2 milhões do PIB industrial, sendo a 2º maior zona industrial de Caxias. William destacou que “para criar novas áreas aptas de ocupação industrial é preciso, antes, resolver os antigos problemas do entorno”. O presidente, Leverone, sugeriu a criação de um grupo de trabalho para direcionamento das demandas e busca de soluções, garantindo, assim, a continuidade do trabalho de melhorias na região.  

Ao final da reunião, Carlos Falconiery, diretor da fábrica da Ruhrpumpen em Caxias, levou os empresários para conhecer as instalações da fábrica. (Fotos: Karla Freire/Firjan)
Postar um comentário