domingo, 26 de julho de 2015

PARA LULA, O DESEMPREGO
ESTÁ “DESAPARECENDO”
 Apesar de o mês de junho ter registrado o pior saldo de geração de empregos para o período no Brasil desde 1992, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou ontem que “o desemprego está desaparecendo”. No mês passado, 111,1 mil postos de trabalho foram fechados em todo o País. O Grande ABC eliminou 5.721 vagas – quase o dobro dos cortes contabilizados no primeiro semestre na região em 2014.
Segundo reportagem do Diário do Grande ABC, Lula lembrou em seu discurso que “no tempo em que eu era presidente do sindicato (dos Metalúrgicos do ABC), era muito fácil ser sindicalista. A gente ia na porta da fábrica, xingava o governo, xingava todo mundo, xingava os patrões e fazia greve. Agora é diferente. Agora, o desemprego está desaparecendo cada dia mais”, disse o petista em evento que marcou a posse da nova diretoria do Sindicato dos Bancários do ABC. A cerimônia ocorreu no Primeiro de Maio Futebol Clube, em Santo André.
Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego, no primeiro semestre de 2013, foram geradas 8.679 vagas formais nas sete cidades da região. No mesmo período de 2014, o saldo ficou negativo em 2.927 postos, chegando a - 16.171 na metade inicial de 2015.
O petista também comentou sobre a inflação, que chegou a 8,89% no mês passado no acumulado de 12 meses. “A inflação está alta agora, está assustando muita gente. Mas está a (quase) 9%, com perspectiva de cair. Porque a Dilma (Rousseff) tem uma obsessão de não permitir que a inflação ultrapasse esse limite que já chegou.”
Funcionário do HSBC, Belmiro Moreira tomou posse neste mês como presidente do Sindicato dos Bancários do ABC. O principal desafio na nova gestão é a manutenção dos postos de trabalho, informa o secretário-geral da entidade, Gheorge Vitti Holovatiuk. “Temos que lutar para evitar demissões durante o processo de venda do HSBC no Brasil”, comenta. Nas sete cidades da região, a categoria possui aproximadamente 7.000 trabalhadores. 
Postar um comentário