quarta-feira, 29 de abril de 2015

Saúde no Brasil: A verdade que o governo não quer quer você saiba



SAÚDE PÚBLICA: FALTA DINHEIRO OU
VERGONHA NA CARA DOS GESTORES?
 A morte de uma adolescente de 15 anos após o nascimento do seu primeiro e único filho, num hospital do Rio de Janeiro, trouxe para a mídia o tema que também foi motivo de protestos em 2013 e na campanha eleitoral do ano passado: como resgatar a saúde pública num pais em que a doença é um grande negócio para empresas privadas, inclusive as operadoras de planos de saúde.
Um vídeo disponível no You Tube mostra o desesperado de pacientes, parentes e médicos por todos os postos de saúde e hospitais do País, diante da precariedade das instalações, da falta de material básico como soro e fio de sutura.
 Enquanto isso, o ministro da Saúde comemora a grande procura de candidatos ao programa Mais Médicos, uma espécie de UPP da Saúde, como o foram as UPAs 24 horas espalhadas por todo o País nos últimos 4 anos. Sem intercomunicação entre os três níveis de governo – União, Estados e Municípios – a estrutura disponível não é utilizada como devida, o que acaba provocando mortes evitáveis e longo tratamento de efeitos colaterais que poderiam ter sido evitados com uma rede básica de saúde.
Postar um comentário