quarta-feira, 18 de março de 2015

Reportagem Jornal da Band - 17/03/2015 - Mais Médicos

GOVERNO NÃO COMENTA FRAUDES
NO PROGRAMA "MAIS MÉDICOS"


Nesta terça-feira (17), o Jornal da Band, comandado por Ricardo Boechat, apresentou extensa reportagem sobre o "planejamento" do Programa mais Médicos, implantado pelo governo a toque de caixa após as manifestações de 2013.  A matéria mostrou a gravação de uma reunião entre três assessores do Ministério da Saúde, na qual foi discutido uma forma para esconder da população o verdadeiro objetivo do programa: auxiliar financeiramente Cuba. Para isso, foi decidido "abrir vagas" para médicos da Unasul e Mercosul, mantendo, porém, um baixíssimo percentual destinado a essas regiões. 
Eles discutiram, também, a melhor maneira de justificar os 50 "comissários" cubanos que vieram para vigiar os médicos: mentir e colocá-los nas relações como médicos, e assim foi feito!
Além disso, a gravação cita o ministro Marco Aurélio Garcia como o proponente da divisão dos salários dos cubanos: 40% para os médicos, 60% para o governo cubano. No transcorrer da reunião, eles decidiram deixar esse assunto a cargo do governo cubano. 
Procurados, o Ministério da Saúde negou qualquer irregularidade; Marco Aurélio Garcia pediu e recebeu a gravação mas não retornou nem atendeu a emissora para comentar; e a OPAS, entidade que abriga uma das presentes na reunião e que foi citada como partícipe da armação, não respondeu a nenhum dos 5 e-mails e 18 telefonemas dos repórteres da Band.
Para coroar essa política externa bisonha e ideológica, o governo da Bolívia, do compañero Hugo Morales, acaba de fechar contrato com a empreiteira estatal chinesa Sinopec para obras de duplicação de uma rodovia de 58 km, na região de Ichilo, departamento de Santa Cruz. A obra está orçada em US$ 80 milhões e será realizada em 36 meses. A estrada liga Yapacaní a Ichilo.
Postar um comentário