segunda-feira, 25 de maio de 2015

REESTATIZADA E NAS MÃOS DO PT
A VALE VOLTA A DAR PREJUÍZO

Sem alarde e utilizando de artifícios marotos, o governo retomou o controle da Cia Vale do Rio Doce, privatizada em 1997. Os fundos de pensão Previ (do Banco do Brasil), Funcef (Caixa) e Petros (Petrobras), além do BNDESpar, controlados pelo Planalto, somam agora 61,5% da mineradora. Isso garante à “cumpanherada” proximidade dos negócios bilionários da Vale. Sem licitações, sem TCU e sem MPF por perto.
Para disfarçar os investimentos na Vale, os fundos criaram uma empresa, a Litel, da qual a Previ tem 78,4% das ações.
Após a retomada do comando da empresa, uma das mais rentáveis do mundo, a Vale viu agravada a crise da desvalorização do minério de ferro.
Para assumir o controle da Vale, os fundos investiram mais do que a lei autoriza, e agora tentam “desenquadramento” para fugir da ilegalidade.
O ministro Carlos Gabas (Previdência) pressiona a Previc, que fiscaliza fundos de pensão, a “buscar uma solução” para não os punis.

A informação acima foi publicada na Coluna do jornalista Claudio Humberto, na última sexta-feira (22)
Postar um comentário